lulu

Normalmente no Brasil quando vemos um grupo de meninos reunidos dizemos “Olha lá o clube do Bolinha!” e quando vemos meninas reunidas chamamos de? Clube da Luluzinha!!

Já rolou um post aqui da Juliana Sales sobre como surgiu o nome do LuluzinhaCamp. E agora trago para vocês de onde vem essa expressão.

Com orgulho posso dizer que este nome se refere a um personagem das histórias em quadrinho criada por uma das primeiras quadrinistas mulheres a ter seu reconhecimento no mundo: a Marjorie Henderson Buell, conhecida como Marge.

Luluzinha apareceu pela primeira vez em 23 de fevereiro de 1935 e foi desenhada por Marge até 1947. Depois disso ela mantinha o controle criativo das tiras selecionando quais iriam ser publicadas.

022335

Primeiro desenho da personagem

Apesar da autora não ter criado sua personagem com um viés feminista, Luluzinha falou por si e se tornou uma referência quando falamos de personagens feminina dos quadrinhos e na época foi referência de movimentos feministas.

Por aqui ela apareceu na década 60, época em que as mulheres estavam começando a viver momentos transformadores como sua entrada na universidade, o uso da minissaia e a possibilidade do divórcio.

A personagem  inteligente, travessa, sincera e cativante não deixava que os meninos a passasse para trás e demonstrou que poderia tanto quanto eles. Nas suas histórias o personagem Bolinha mantinha um clube exclusivamente para meninos cujo o lema era “Menina não entra!” e com seus cachinhos e vestido vermelho Luluzinha tentava driblava a tentativa do garoto.

Tendo vida longa, Luluzinha apareceu em vários produtos e recebeu reimpressões no Brasil. Hoje, assim como a Mônica, temos uma versão jovem da personagem.

Luluzinhas são assim todas essas meninas/mulheres que não param quietas, que questionam, que se movem e que transformam!

🙂