Vaidade: qualidade do que é vão, vazio, firmado sobre aparência ilusória.
(Dicionário Houaiss)

Você já viu a nova campanha publicitária d’O Boticário? O slogan é “Acredite na Beleza” e o fio condutor está na pergunta “Não seria bom viver em um mundo sem vaidade?”.

Poderia ser uma propaganda parecida com a Campanha Pela Real Beleza, da Dove. Poderia, mas não é. Na verdade, é diametralmente oposta.

Quando a vi pela primeira vez, há algumas semanas, fiquei atônita. “Será que é isso mesmo que estão querendo dizer?!” Porque, no fim das contas, a peça publicitária é uma ode à beleza superficial, cosmética, removível com água e sabão. E a beleza de cada mulher, natural, especialíssima, pessoal e instransferível? Essa deve ser escondida sob camadas de maquiagem.

Veja bem: eu amo maquiagem – tanto que, recentemente, dei dicas aqui e no Deusário. Adoro sair de casa arrumada e cheirosa. Daí a achar que potinhos e creminhos guardam a chave da verdadeira beleza, vai uma distância enorme.

Leitura imprescindível sobre esse assunto é o texto da Cyn Cardoso (que descobri por um twitt da Tine Araujo), muito mais completo que este. Nos comentários de lá, já há polêmica – algumas garotas amaram a propaganda e dão a maior força ao conceito de beleza que ela traz. Veja o vídeo (a Cyn Cardoso o colocou no artigo dela) e responda: para você, O Boticário errou o tom?