É verão!

O verão está aí, com muito calor e chuvas pelo país. Há dias em que o clima está super convidativo para passeios a pé e outros em que tudo o que queremos é ficar em casa. Para animar seu verão trago diversas dicas espalhadas nos blogs de várias Luluzinhas. Você sempre pode encontrar várias surpresas nessa lista de blogs bem aí ao lado.

Foto de Patrick Caire no Flickr em CC, alguns direitos reservados.

Que tal cozinhar?

A Cozinha da Matilde da Leticia Massula tem diversas receitas para todos os gostos e paladares

E se o calor chegar que tal um sorvete estupendo de baunilha? Quem dá a receita é Monise Tonoli no Brigadeiro de Colher. Outra opção é um gelado de frutas, que a Patricia ensina no 1001 Dicas Práticas.

Mas se o que você quer é um doce daqueles bem safadinhos, a Amanda ensina a fazer cupcake de paçoca no Meleca na Cozinha.

Quel tal programar sua próxima viagem?

A Lina tem ótimas dicas sobre Paris no Conexão Paris.

Pensando em praia, que tal o Havaí? Lucia Malla conta tudo em Uma Malla pelo Mundo.

Que tal organizar a casa?

Lu Monte sempre tem muitas dicas práticas. O Desafio da Despensa parece ser uma boa forma de começar. Ela já fez o Desafio 50 Desapegos e agora tem um blog com várias dicas de organização: Mania de Organizar.

Que tal cuidar mais de você?

Uma boa dica pode ser um curso de pompoarismo, antiga técnica oriental derivada do tantra que proporciona maior controle sobre seu corpo, seu prazer e consequentemente, seus orgasmos. Corre lá no A Vida Secreta e confira!

Outra opção é trazer mais verde para perto de você. A Denise Rangel conta como está sendo ter uma árvore na varanda de um apartamento. E no blog dela você ainda encontra muitas dicas sobre ecologia, sustentabilidade e hortas para pequenos espaços.

Filme: Os 3

Era uma tarde preguiçosa de quarta-feira. Depois de almoçar precisava matar o tempo até as 18h. Olhei rapidamente a lista de filmes no cinema do shopping e lá estava ‘Os 3’. Um boa surpresa. Um filme despretensioso que nos fala muito sobre as possibilidades que o amor encontra e que nós insistimos muitas vezes em negar ou não aceitar.

Cena do Filme Os 3.

Camila, Rafael e Cazé são três jovens estudantes que saíram de suas cidades pequenas e entediantes para morar em São Paulo. Se conhecem numa festa e decidem não se separar até o final do curso. Mas com uma condição: não pode rolar nada entre eles. E o filme existe justamente para mostrar o que acontece quando essa regra é quebrada. Sempre enchemos os relacionamentos de regras, tentamos fazer de tudo para que seja perfeito, mas somos imperfeitos e o bom é reconhecer isso. A trama, que envolve a participação em um reality show transmitido pela internet acoplado a um site de compras, serve apenas para amadurecer os personagens. Porque mesmo vivendo juntos, nem sempre somos totalmente verdadeiros.

Além de tudo, o filme questiona nossas formas limitadas de amar. Ao mostrar que o amor tem múltiplas possibilidades, que não precisamos acreditar que em fórmulas ou receitas, o importante é o desejo de estar junto. Um filme com poucos atores, mas muita sensibilidade.

 

Na cama pela paz

Yoko Ono, artista plástica e viúva de John Lennon, disponibilizou em seu canal do youtube o documentário Bed Peace, que acompanha o famoso protesto Bed-In. John e Yoko tinham se casado recentemente e decidiram usar a popularidade do evento para promover a paz. Ficaram uma semana em um quarto do hotel Hilton em Amsterdã, cercados por visitantes e jornalistas para pedir o fim da guerra do Vietnã. O protesto foi repetido em Montreal, atraindo enorme atenção midiática com um ato que até hoje permance icônico na cultura pop. No segundo final de semana, nasceu a canção “Give Peace a Chance”.

Yoko e John, no Bed-In

O objetivo de disponibilizar o documentário é apoiar pacifistas, Yoko resolveu liberar o vídeo nesta semana por conta da onda de violência em Londres. O vídeo fica no ar só até 21 de agosto, portanto corra para dar o play aí embaixo. Junto com o documentário Yoko deixou a seguinte mensagem:

“Queridos amigos,

Em 1969, John e eu fomos ingênuos ao pensar que fazendo o Bed-In ajudaria a mudar o mundo. Bem, pode ter ajudado. Mas na época, nós não sabíamos.

Mas foi bom que filmamos tudo. O filme é muito poderoso agora. O que dissemos naquela época poderia ter sido dito agora.

Na verdade, há coisas que dissemos no filme que podem encorajar e inspirar os ativistas de hoje. Boa sorte para todos nós. Vamos lembrar que a GUERRA ACABA se nós quisermos. Está nas nossas mãos e de ninguém mais. John gostaria de ter dito isso”.

Amor, Yoko.

Você faz a Internet

Este não é um post pago, é apenas um post para mostrar que boas idéias podem, muitas vezes, mudar a maneira como nos relacionamos com o mundo.

Imagem de Steve Rhode, no Flickr em CC

O Google Chrome vem ganhando uma série de comerciais mostrando como as pessoas utilizam a internet para espalharem mensagens de apoio e entrarem em contato com outras pessoas. A internet é infinita e podemos pensar que uma pessoa é ínfima dentro dela, mas esse universo é feito por cada um de nós. Por isso é importante que publiquemos posts em defesa dos direitos humanos, textos que combatam o preconceito, a intolerância e, que lutem pela liberdade, pelo planeta, por um mundo melhor. Pois é dessa maneira que a corrente é feita, por meio da interação entre as pessoas.

Cabos, redes, velocidade, banda larga e outras estruturas não são o que fazem a internet. A informação não existe se não chega até nós, se não há pessoas produzindo, buscando, espalhando ou discutindo. Na internet ninguém deve se restringir a ser apenas consumidor, porque sempre há maneiras de contribuir em algo nessa imensa comunidade online.

Até agora o Google Chrome tem 4 comerciais. E em 2 deles traz personagens que estão diretamente relacionados a comunidade LGBT: Dan Savage e Lady Gaga. Já falamos um pouco de Dan no post Não gosto de Meninos. Diante de números assustadores de suicídios entre jovens gays, lésbicas, transexuais e transgêneros, Dan Savage decidiu criar um projeto que possa trazer esperança a milhares de jovens que sofrem todos os dias por não se sentirem aceitos. Lady Gaga é um dos símbolos da cultura pop-LGBT da atualidade. Suas músicas batem forte nas pistas e nos corações de diversas pessoas. Por meio da internet ela tem a chance de ter contato direto com seus little monsters. As pessoas são peças fundamentais para que a mensagem de Dan Savage ganhe o mundo e para o sucesso de Lady Gaga. E você que está lendo estas linhas faz parte disso. Você não está sozinh@.

Meia-Noite em Paris

Esse é o tipo de filme que fui sem esperar muita coisa. Fui porque gosto de Woody Allen, mas achei “Você vai conhecer o homem dos seus sonhos” bem chatinho. Então, comprei o ingresso sem nenhuma pretensão, só porque entre tantos filmes chatos, um filme chato do Woody Allen não é tão chato assim. E qual não foi minha surpresa ao ser levada por uma viagem no tempo, cheia de charme. E mais, Allen me fez sentir alguma simpatia por Owen Wilson como ator.

Não posso contar muita coisa do filme, porque não quero estragar surpresas. O trailer espertíssimo, não conta absolutamente nada, então não sou eu quem vai tirar de você a chance de dar uma boa risada. Porém, além de toda mágica e energia do filme, há uma mensagem muito bacana. Sobre como nos prendemos a um passado idealizado e esquecemos do presente cotidiano. Há a dança, as frases de efeito, as grandes mentes, os clássicos, mas não podemos ficar presos a um passado em que não somos realmente alguém.

O filme é como um brioche. Provavelmente não mudará sua vida, mas será uma ótima experiência degustá-lo. A música é deliciosa, os figurinos preciosos, há milhares de cenas deslumbrantes de Paris, mas bom mesmo é sentar e se jogar nesse céu impressionista ou nos rinocerontes surrealistas. Rinocerontes!

Owen Wilson e Marion Cotillard em uma cena do filme Meia-Noite em Paris

Mostre seu amor

Temos selinhos para o seu site ou blog.
Pegue o seu.

Outubro Rosa

Outubro Rosa 2014

Blogroll

Page 3 of 812345...Last »